• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • MPT-ES inicia retomada gradual das atividades presenciais em 5 de outubro
  • Conferência e Exposição Nacional de Inclusão & Acessibilidade da Pessoa com Deficiência será realizada virtualmente, em dezembro de 2020

  • Retorno da atividades presenciais
  • Justia
  • WhatsApp Image 2020-03-19 at 15.20.28

  • NOVA-SEDE---BANNER
  • CERTIDÃO NEGATIVA DE PROCEDIMENTO E PROCESSOS EM TRÂMITE NO MPT-ES 2
  • WhatsApp Image 2017-09-15 at 13.30.34
  • ATENÇÃO: Confira aqui os canais de atendimento virtual e denúncias ao MPT-ES!
  • MPT-ES inicia retomada gradual das atividades presenciais em 5 de outubro
  • MPT reprova acordos trabalhistas que impõem prestação de serviços comunitários como forma de pagar dívidas processuais
  • Coronavírus: veja aqui as notas técnicas do MPT
  • Participe da campanha "Lixo que vira pão"
  • MPT-ES está no Facebook. Curta!
  • MPT-ES ganha novo endereço na Enseada do Suá
  • Saiba como solicitar sua certidão positiva ou negativa
  • Ouvidoria do Ministério Público do Trabalho lança aplicativo

MPT-ES inicia retomada gradual das atividades presenciais em 5 de outubro


A partir do próximo dia 5/10, haverá o retorno gradual das atividades presenciais em todas as unidades do Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo (MPT-ES), ou seja, na Procuradoria Regional do Trabalho (PRT) da 17ª Região e nas Procuradorias do Trabalho nos Municípios (PTMs) de Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e São Mateus. Com o intuito de assegurar a saúde dos públicos externo e interno, várias medidas de segurança foram adotadas pelo órgão ministerial, conforme dispõe a Portaria nº 110.2020, publicada em 18 de setembro de 2020.

O expediente presencial ocorrerá das 13h às 17h, com quantitativo mínimo de servidores para o atendimento ao público. Não obstante isso, o MPT-ES incentiva o atendimento ao público por meio dos seus canais digitais e telefônicos, para maior proteção à coletividade. Neste caso, a população continuará sendo atendida em todos os dias úteis por intermédio do site www.prt17.mpt.mp.br, do aplicativo Pardal e pelo telefone (27) 2125-4500. Em casos excepcionais e fora do horário de expediente, o telefone de plantão é: (27) 99257-2959.
O acesso às unidades do Ministério Público do Trabalho será concedido a integrantes do órgão, trabalhadores terceirizados e outros prestadores de serviço, assim como a integrantes do Poder Judiciário, Advocacia Pública, Defensoria Pública, advogados, peritos e auxiliares da Justiça, e demais partes e interessados que demonstrarem a necessidade de atendimento presencial.
As audiências e reuniões designadas pelos órgãos do MPT acontecerão preferencialmente por meios telepresenciais, salvo quando a realização ou a finalidade do ato exigir a presença física dos envolvidos, justificada pelo membro oficiante. Todavia, nessas hipóteses deverão ser adotadas todas as cautelas sanitárias e de distanciamento constantes da Portaria.
Dentre outras medidas de segurança, o acesso e a circulação serão autorizados, nas unidades do MPT, apenas às pessoas que estiverem usando máscara de proteção de maneira adequada - cobrindo o nariz e a boca - e que apresentarem temperatura corporal igual ou inferior a 37,5°C, após aferição nas recepções das Procuradorias. Ademais, deverão higienizar as mãos com álcool em gel ou água e sabonete disponíveis nos pontos de entrada das unidades.

 

 

Créditos: Ascom MPT-ES

Punlicado em 25/9/2020

Imprimir

  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • meio ambiente
  • trabalho escravo
  • trabalho portuario
  • liberdade sindical
  • promocao igualdade
  • trabalho infantil
  • banner corrupcao
  • banner abnt
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • MPT em Quadrinhos
  • banner pcdlegal
  • Portal de Direitos Coletivos